Osvaldo x Renato – 2015-07-22

Depois de alguns dias de calor, o tempo virou e está frio e úmido.

Procurando nos preparar para o Torneio de Férias da Biblioteca de São Paulo, jogamos duas partidas com 15 minutos nocaute.

Algumas observações ao final desta primeira partida do dia.

  1. A partida foi jogada em 6 a 7 minutos por cada um dos lados. Portanto, o tempo de reflexão de 15 minutos no torneio é perfeitamente razoável.
  2. A partida está provavelmente perdida para as Pretas, mas recomenda-se que as Pretas não abandonem, e continuem jogando até o fim.
    1. A partida é jogada com controle de tempo sendo perfeitamente possível a definição do resultado por tempo. Tendo menos peças e possibilidades de ação, as pretas conseguem definir os seus lances com menos tempo de reflexão do que as brancas.
    2. Cabe às Pretas buscas linhas de empate por Afogamento. No caso de tempo de reflexão pequeno, a contagem de 50 lances e a repetição de posição, em geral não é aceita.
    3. O aprendizado de defesa, buscando prolongar a partida para ganhar no tempo, ou buscando o afogamento, faz todo o sentido.

Jogamos ainda uma segunda partida, agora invertendo as cores.

Nesta segunda partida, ainda com 15 minutos de reflexão para cada lado, observa-se que:

  1. O controle de tempo de reflexão incomoda bastante, mas o tempo gasto na partida foi novamente cerca de 6 a 7 minutos para cada lado.
  2. A quantidade de peças penduradas diminuiu!

 

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *